Envie seu whats:
(54) 99673-0977


MUNDO

Novo estudo indica prevalência: 1 em cada 30 crianças nos EUA é autistaNovo estudo indica prevalência: 1 em cada 30 crianças nos EUA é autista

Compartilhe:
Publicado em 13/07/2022, Por Canal Autismo

Um estudo publicado na Jama Pediatrics com 12.554 pessoas revelou um número de prevalência de autismo entre crianças e adolescentes nos Estados Unidos de 1 autista a cada 30 crianças e adolescentes entre 3 e 17 anos naquele país, com dados de 2019 e 2020. A prevalência anterior, considerada uma das mais relevantes do mundo, é de 1 em 44, divulgado em dezembro de 2021 pelo CDC (sigla em inglês do Centro de Controle de Doenças e Prevenção do governo dos EUA), com dados referentes a 2018.

Liderados por Wenhan Yang, os pesquisadores usaram dados da National Health Interview Survey (pesquisa realizada anualmente pelo CDC) para mostrar que o número de diagnósticos de transtorno do espectro do autismo (TEA) em crianças e adolescentes estadunidenses está aumentando desde o início das pesquisas. A diferença é que o CDC avalia crianças de 8 anos e, neste estudo, publicado em 5.jul.2022, foram considerados indivíduos de 3 a 17 anos. A prevalência em 2019 foi de 1 em 35; em 2020, 1 em 28. Considerando-se os dois anos, o número final foi de 410 autista em 12.554 indivíduos, ou seja, 1 em 30.

Meninos x meninas: 3,5 para 1

Os meninos nos EUA continuam sendo a maioria dos diagnósticos. Porém, o número era de 4 para 1 (4 meninos para cada menina, verificado nos estudos anteriores), e este estudo demonstra uma tendência de queda para 3,55 para 1 — dos 410 diagnósticos avaliados no estudo, foram 320 homens para 90 mulheres.

Embora o novo estudo não tenha discutido as razões para o aumento do TEA entre as crianças americanas, os especialistas já disseram que a crescente no número de diagnósticos pode ser atribuído a um aumento na conscientização sobre o TEA por pais e médicos. No entanto, como o CDC admite, o diagnóstico de TEA é “difícil”, pois “não há exame médico, como um exame de sangue, para diagnosticar o distúrbio. Os médicos analisam o histórico de desenvolvimento e o comportamento da criança para fazer um diagnóstico”, diz o CDC.

Confira a tabela com os números da pesquisa no link: https://www.canalautismo.com.br/noticia/novo-estudo-indica-prevalencia-1-em-cada-30-criancas-nos-eua-e-autista/.

(FOTO: CANAL AUTISMO / REVISTA AUTISMO)





Podcasts

Ver + JORNAL RSA NEWS Jornal dia 10 de Agosto
ENTREVISTA Boletim semanal sobre saúde
ENTREVISTA Luciana Crestani - Secretária de Educação, Cultura e Desportos de Sananduva e Soldado Paulo Zanandréa | Proerd