Envie seu whats:
(54) 99673-0977


VARIEDADES

Uruguai corta 20% do salário de políticos, Argentina pede o mesmo em panelaços, Brasil estudaUruguai corta 20% do salário de políticos, Argentina pede o mesmo em panelaços, Brasil estuda

Publicado em 01/04/2020, Por GaúchaZH

Foi ainda na quinta-feira passada (26) que o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, anunciou que ele, os ministros e os parlamentares do país terão redução de 20% nos salários, como medida para ajudar a combater a pandemia do coronavírus. Conforme explicou Lacalle Pou, eleito em novembro passado em oposição aos 14 anos da Frente Ampla, de orientação de esquerda, os recursos vão reforçar o Fundo Coronavírus. Também serão retidos 20% dos salários de diretores de órgãos e serviços descentralizados do país.

Ainda vão rechear o fundo parcelas entre 5% e 20% da remuneração paga por fundos de pensão de servidores aposentados. Como isso inclui ex-presidentes da República, significa que Lacalle Pou vai pôr a mão no próprio bolso e no do pai, Luis Alberto Lacalle, que governou o país nos anos 1999.

Na Argentina, há duas noites a população de Buenos Aires sai às janelas para bater panelas pedido medida semelhante para os funcionários do Executivo, do Legislativo e do Judiciário. A mobilização ocorre depois do "aplauzaso" que vem sendo organizado há mais tempo, às 21h, em homenagem aos profissionais de saúde que estão atuando no tratamento da covid-19 no país.

No Brasil, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ) defendeu medida semelhante dois dias antes que o Uruguai adotasse o corte. Em contato com integrantes da equipe econômica, foi confirmado que: "Medidas estão sendo estudadas e poderão ser anunciadas nos próximos dias".  Essa posição foi dada no dia 25 de março, véspera do anúncio feito no Uruguai.

 




Compartilhar: FACEBOOK

Podcasts

Ver + ENTREVISTA Sinara Padovani | Centro de Tratamento de Água da Corsan
ENTREVISTA Lorinaldo Bernardi | Vereador de Sananduva
ENTREVISTA Mário Maurina | Diretor Presidente Sicredi